A intelectualidade perdida, as conversas esquecidas e os ladrões de maçãs

Aterrei ontem, completamente por acaso, neste antigo blog. Quem diz que o tempo passa depressa deve andar a bater mal porque a mim pareceu-me estar a visitar um passado de há cem anos. De lá para cá, acertei finalmente na cor de cabelo e disse adeus até nunca mais à franja, terminei o mestrado no meio da glória - que não é todos os dias que me aprovam uma dissertação com 20 valores por unanimidade - e ao falhar a conquista de uma bolsa de doutoramento caí do pedestal em que eu própria me tinha colocado. Pelo meio, iludi-me e desiludi-me imensamente, mas como não consigo adotar outra posição senão a de "quem perde são eles", também isso ficou para trás. E ao ler o texto, o que me passou pela cabeça foi: 


- Porra, eu escrevia bem. Para onde é que isso foi?

- Quem era o amigo que me sugeriu abrir um consultório de antropologia? 

- Que poético encontrar este blog e, particularmente, ler este post no dia em que a corja neoliberal se foi. 


Ao início, a diferença gritante entre os dois blogs abalou-me um bocado, porque parecem-me escritos por duas pessoas com pouco em comum. Depois lembrei-me que o intelectualismo em que vivia mergulhada nunca me fez feliz -e é essa a principal razão para não estar a correr atrás de outras oportunidades de doutoramento- e percebi que sinto-me mais tranquila na minha pele que nunca. Aliás, tão tranquila que foi preciso encontrar um blog antigo para o perceber. 


Mas que gostava de canalizar alguma da qualidade daquela escrita, gostava.



19 comentários

  1. Realmente temos a noção que o tempo passa depressa mais, mas muitas vezes quando olhamos para um passado recente, pensamos que parece ter sido já há muito, muito tempo. Tão curiosa essa tua observação e verdadeira! bjs
    http://cocojeans.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Se te sentes melhor agora é o que interessa! Mas acho que, no geral, é sempre relembrar coisas que outrora nos faziam tanto sentido :)

    ResponderEliminar
  3. Claro que acabei por ir ler o post do outro blog e se não fosse a foto ali ao lado nunca diria que era da mesma pessoa :)
    Mas estás feliz agora, não é verdade? Que se mantenha esta Nádia então :)

    ResponderEliminar
  4. Como te entendo. Quando me libertei das amarras que eu própria me coloquei o mundo pareceu-me melhor, sem dúvida!

    ResponderEliminar
  5. É bom que te sintas tranquila contigo mesma! Isso é o mais importante :) mas a mim parece-me que o tempo tem passado a voar :/

    ResponderEliminar
  6. Também não diria que são escritos pela mesma pessoa.
    Parabéns pela nota da tese :) Com algo assim, é inevitável sentirmo-nos como te sentias. Não sejas tão dura contigo mesma :/
    Nomeei-te para uma tag, no meu blog.

    um beijinho*
    Dreams and Lemonade

    ResponderEliminar
  7. Desde que agora te sintas melhor, isso é que importa! :)
    Beijinhos

    http://chocopink89.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que continuas a escrever bem (e olha que eu não digo isto a qualquer um)! Às vezes, também vou reler passagens antigas, escritas noutros tempos, e dou por mim a perguntar ser fui mesmo eu que escrevi aquilo ou se algum espírito do além tinha baixado em mim. É bom mudar e evoluir. Faz parte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :) Vá eu sei, é apenas um estilo de escrita diferente, mais adequado ao tipo de blog e aos assuntos sobre os quais escrevo agora.

      Eliminar
  9. Fico contente que a mudança pelo menos seja positiva (e eu não lia o teu antigo blogue, mas deixa-me dizer que pelo menos o design deste está on point!). Quando não o é ficamos sempre com aquela sensação de que devíamos estar a viver no passado :)

    ResponderEliminar
  10. O tempo transforma-nos a todos os níveis
    Beijinhos
    Clara Dinis
    docinhomorango7.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Acredito que vais canalizar essa capacidade! Avida é feita de diferenças gritantes que se completam mais do que aquilo que imaginamos!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  12. O importante é que te sentes bem contigo própria! Isso é fundamental para se ser cada vez mais feliz!
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Também já me aconteceu imensas vezes, mas é bom ver a evolução, e parabéns pelo 20 ♥

    ResponderEliminar
  14. O mais importante de tudo é sentirmo-nos bem na nossa pele ;)

    Love, Marie Roget

    ResponderEliminar
  15. Mudar é bom. Será sempre sinal de que evoluímos :) É bom constatarmos isso a nosso respeito, boa ;)

    ResponderEliminar

© Kill Your Barbies. Design by Fearne.