Só custa a primeira

Disse aqui achar que, confrontada com um daqueles espécimes que apreciam assobiar ou dizer coisas bonitas (?) às donzelas pedestres, a minha reação passava invariavelmente por ignorar. A fervilhar de indignação, mas ignorar. Ora ontem foi o dia em que isso mudou. Ele lá atirou as bonitas palavras, um marmanjo numa carrinha branca, e quando parou no semáforo foi brindado com a cara mais assustadora que consegui, acompanhada de um gesto de mão igualmente simpático. Não tive medo, estava furiosa com outras coisas e aproveitei o balanço. Agora ninguém me pára. 



29 comentários

  1. Faço sempre a cara mais assustadora que posso, marmanjos parvos é o que é.

    ResponderEliminar
  2. Tal como tu, opto sempre por ignorar, dar ao desprezo. Mas, se calhar, numa próxima vez vou seguir o teu exemplo (e acho que vou ficar muito mais aliviada)!

    ResponderEliminar
  3. Esses tipos são nojentos, tenho-lhes cá um pó! É que até velhos! Onde estão os avôs fofinhos de antigamente? Parece que agora só existem depravados que não se enxergam. Eu fico super furiosa é quando vou no passeio e passa um carro a buzinar. Para além de ser extremamente porco apanho valentes sustos e só me apetece mandá-los enfiar a buzina num certo sítio. Fazes muito bem em responder :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os que estão de carro sentem-se sempre uns valentes...

      Eliminar
  4. A primeira vez que reagi devia ter uns 16/17 anos e depois de ouvir a maior barbaridade de um energúmeno, que rodeado dos seus pares se achava o maior, parei e disse-lhe para me vir fazer tudo aquilo que tão orgulhosamente disse, mas que fosse rápido, porque a minha paciência não era muita. Depois de gaguejar ainda tentou mais uma graçola mas num momento de loucura e adrenalina acertei-lhe bem no orgulho masculino, onde doí mais. A violência não resolve absolutamente nada mas epaaa, foi um momento daqueles!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece que a tua atitude tenha sido violenta! E é verdade, a maior parte das vezes eles ficam encavacados. Talvez pensem mesmo que as mulheres a quem dirigem as barbaridades sejam um tipo diferente de humano, tal é a surpresa genuína quando são confrontados.

      Eliminar
  5. Fizeste bem, vais ver que lhe ganhas lanço!

    ResponderEliminar
  6. Eu finjo sempre que ali está um enorme saco do lixo mal cheiroso...Se há momentos em que ponho esse meu ar de repugnância é nessas alturas...mas como se ali estivesse uma "coisa"...o desprezo nessas alturas é mesmo o melhor porque pelos vistos eles gostam de ver as mulheres assim "fora delas" ...mas não é nada fácil e não somos de ferro e a paciência para estas abéculas também não é muita:) Muitos beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O ar de repugnância é bom, bem melhor que continuar de cara impávida (que era o que costumava fazer).

      Eliminar
  7. EU ignoro sempre...faço de conta que nem estou a ouvir nada e sigo o meu caminho...
    Beijinhos

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Eu ignoro...
    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Eu ponho-lhes o meu ar mais arrogante e muitas vezes também deixo que o meu querido dedo do meio fale por mim. Esse tipo de gente é repugnante. Quantas e quantas vezes penso que era uma boa ideia andar com ovos ou fruta podre e quando um espertinho me incomodasse levava com alguma coisa assim. Era tão, mas tão bem feita!!!
    Beijinho

    http://fashionunderconstruction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OMG, ri-me feita parva só de imaginar o cenário :D

      Eliminar
  10. Criaram um monstro :)
    Fizeste bem! Às vezes é preciso enfrentar e livrar-nos desta raivinha que nos consome perante estes abusos!

    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah, criaram um monstro indeed. Adoro essa expressão!

      Eliminar
  11. eheheh é isso, tão valentes e depois a maioria vai de rabinho entre as pernas :))

    ResponderEliminar
  12. ahaha às vezes acontece xD
    confesso que não tenho paciência nenhuma para essas coisas, ainda por cima quando vem de pessoas que vejo constantemente! ficam na minha lista negra, e cada vez que passo por elas levam com "o olhar", de desprezo total xD
    beijinhos :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. A lei já dita que isso pode ser assédio e sujeito a punição legal :P

    ResponderEliminar
  14. Tu dá-lhes Nádia!! Assédio é demasiado aceite na nossa sociedade *

    ResponderEliminar
  15. Look out world, here she comes! :P

    Tendo em conta que me desloco a pé pela cidade do Porto diariamente, bem como utilizo os transportes públicos todos os dias, questiono-me muito sinceramente se estarei sempre no sítio certo à hora certa, na medida em que nunca presenciei um acontecimento do género. É que face a estes relatos conjuntamente com os comentários de mulheres como tu, que surgiram após a aprovação da famosa “Lei do Piropo”, leva-me a concluir que é um assunto bastante recorrente.

    Talvez seja a minha vertente de "xoninhas" a revelar-se, porém não consigo conceber a ideia de importunar alguém, que é uma completa desconhecida para mim, só porque sim. Quanto mais fazê-lo com palavras sobre a sua aparência física. A existência de um leve cruzamento de olhares perante a presença de uma figura feminina até acho normal. Mas daí a tornar um simples olhar de curiosidade numa sessão de hipnose ou descambar para um desenrolar de comentários rebarbados, vai uma longa distância.

    Por fim, tendo em conta que já estavas furiosa com outros assuntos, para além da cara de assustadora e do gesto de mão deverias ter acompanhado com uns impropérios à bela moda do Porto. Está comprovado cientificamente que nestes casos para além de aliviar a alma consegue diminuir esses sujeitos à sua insignificância. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É recorrente sim! Ah, eu sou fã de impropérios, um "foda-se" na altura certa faz milagres. Mas a minha coragem não chegou para tanto :P

      Eliminar

© Kill Your Barbies. Design by Fearne.