Be indie with me #2: A Trilogia "Before"

TÍTULO:  Before Sunrise |Before Sunset | Before Midnight


GÉNERO: Romance, Drama 


DE: Richard Linklater


COM: Julie Delpy e Ethan Hawke


De entre os muitos filmes que espero partilhar nesta rubrica, os que formam a trilogia Before estão entre os mais conhecidos. Apesar de independentes, estrearam em Portugal nas principais cadeias de cinema - ainda assim, descobri com o Before Midnight a sala de cinema mais pequena em que já estive. Cada um destes três filmes, assinados pelo realizador de Boyhood, retrata um dia na relação entre os protagonistas Jesse e Celine: no primeiro conhecem-se, em Viena, no segundo reencontram-se, dez anos depois, em Paris e no terceiro deparam-se com uma encruzilhada na vida em comum, num paradisíaco cenário grego. Todos os filmes seguem o mesmo padrão. Poucas personagens (nos primeiros dois, Jesse e Celine são mesmo as únicas personagens) e muito diálogo. Na verdade, o coração destes filmes é o diálogo: há pouca ação per se, apenas conversas que adquirem um diferente tom a cada capítulo, à medida que o casal enfrenta uma nova fase.


A minha descoberta destes filmes foi engraçada: assisti ao Before Sunset no ano de estreia, quando era demasiado nova para o apreciar devidamente. Não adorei, mas sabia que estava a presenciar uma coisa especial. Anos mais tarde, tropecei no Before Sunrise e percebi que o que tinha visto anos antes era uma espécie de sequela. Desta vez, pude apreciar melhor a história e as personagens, e ambos os filmes tornaram-se imediatamente grandes favoritos. E depois... estreou o Before Midnight. Se o elemento central do primeiro é a inocência e o do segundo a paixão, o terceiro é um banho de realidade. E embora isso não me incomode, parece-me que foram demasiado longe com o enredo, até um território nada consensual e que, no meu caso, implicou algum desencanto com a trilogia. A hipótese de um quarto filme não está descartada - seria realmente inovador se a cada década a história fosse revisitada e atualizada com um novo capítulo - por isso existe a possibilidade de redenção. Assim, como está, não deixa de ser um belo pedaço de cinema: inteligente, cru (mesmo o primeiro filme, o do romance inocente, é simultaneamente honesto) e empático. Querem melhor plano para um fim-de-semana prolongado?




32 comentários

  1. Ainda não vi nenhum. E, embora já tenha ouvido falar, só hoje reparei no actor. Gostei tanto dele, no Boyhood.
    Hei-de ver!

    ResponderEliminar
  2. Essa trilogia está na minha lista para ver há já bastante tempo. Sempre ouvi críticas positivas, o que me deixa ainda com mais vontade de ver os filmes :)

    ResponderEliminar
  3. olha desconhecia que os filmes estavam conectados...

    ResponderEliminar
  4. Adoro esta sequela, só me falta ver o Before Midnight. Gosto sobretudo da exposição dos filmes e do facto de que só se foca literalmente em duas personagens, porém não existe nenhum momento aborrecido pois os argumentos por si só agarram o espectador.

    R: Que sorte, pois é um pensamento "exaustivo" por vezes.

    Obrigada pelo o comentário que deixaste no meu blogue :)

    ResponderEliminar
  5. Eu já tinha ouvido falar do terceiro filme mas não fazia ideia que era já a segunda sequela. Não conheço assim nada dos filmes mas o enredo geral parece-me ser bastante interessante, e como gostei do trabalho do realizador em "Boyhood", penso que tens aqui uma boa sugestão.

    ResponderEliminar
  6. Caramba ao tempo que estou p ver os 2 primeiros!! Nem sabia do terceiro!!! Ridiculo! ahhhhhh Mas va, vi o boyhood

    ResponderEliminar
  7. Ainda não vi nenhum, mas conseguiste despertar-me a curiosidade (=

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso da descrição! Menos com o ponto menos positivo, fiquei curiosa e com vontade de ver :)

    ResponderEliminar
  9. Falta-me ver o último. Adorei o primeiro (confesso que me emocionei no final, mas isso é segredo!) e gostei mais ou menos do segundo.

    ResponderEliminar
  10. Vi o Before Sunrise numa aula de inglês e adorei. Quero ver os outros dois há bastante tempo, mas não sabia que haveria a possibilidade de estrear um quarto. Acho maravilhoso o facto de passarmos pela vida das duas personagens ao longo de anos em filmes diferentes. Tenho mesmo que "perder" algum tempo e vê-los.

    ResponderEliminar
  11. Só vi o "Before Midnight" e gostei bastante. As paisagens gregas são fantásticas. Quero ver os dois primeiros mas, como já comecei pelo último acho que vou ver primeiro o "Before Sunset" e só depois o primeiro.

    ResponderEliminar
  12. Estás a dar-me uma dica fantástica...

    :))

    ResponderEliminar
  13. Já vi todos mais que uma vez e sempre que vejo gosto, são muito bons.
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Já vi os três e não há amor como o primeiro. Na verdade acho que eles nunca se deviam voltar a encontrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por acaso sempre preferi segundo (talvez por ter sido o primeiro que vi) e fiquei satisfeita com o final. Aliás, aquela cena final é a mais icónica da trilogia. Depois, com o terceiro, estragaram tudo. A haver um 4º, espero que estejam divorciados :P

      Eliminar
  15. Não conheço :/ mas gostei da apresentação!Bjs
    http://cocojeans.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. Amazing :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. Eram dos meus filmes preferidos. Para mim o melhor é o segundo, mas também adoro o primeiro. Como tu, o último não me agradou especialmente. Mais valia terem ficado pelo segundo, que tinha acabado optimamente! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também prefiro o segundo. O terceiro desiludiu-me mesmo, porque é inevitável afeiçoarmo-nos às personagens e depois aquilo acontece. Chateia-me um bocadinho que a mensagem do filme seja de aceitação em relação ao que se passou, e isso acaba por mudar o tom da trilogia.

      Eliminar
  18. Os dois primeiros eram dos meus filmes favoritos. Vi inúmeras vezes, adorava. O terceiro... auch! Provavelmente também o vi numa altura em que estava especialmente desacreditada do amor, no geral... Mas a minha reacção foi: porquê?! Se nem ESTA relação funciona, se até eles se deixaram levar pela rotina, discussões, bla bla bla, nenhuma funcionará! [Não é vida real, é ficção, eu sei... mas tu percebes!]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu para além de ter ficado triste achei inconsistente com o que sabemos sobre os personagens. Sendo que nos é mostrado ao longo dos três filmes que têm o hábito de conversar e verbalizar o que pensam, como é que é possível que depois de o Jesse ter feito o que fez se tenha desculpado com um "não penses que me podes controlar em relação a isso" ou coisa que o valha? Como é que um casal com uma cultura e inteligência emocional superior nunca conversou sobre a monogamia e alternativas?

      Eliminar
    2. Porque se calhar é a inevitabilidade de uma longa vida a dois! (Eu também não quero acreditar nisso, shuif!)

      Eliminar
    3. Honestamente, não acho que seja uma inevitabilidade. E não é wishful thinking, é porque sei que, sendo como sou, seria capaz de passar a vida com alguém sem olhar para o lado (até porque mesmo estando solteira sou assim). Por isso a minha lógica é que, se há uma pessoa assim, certamente haverá muitas mais. Eu acredito que as pessoas são o que são e não as situações em que estão. Quem tem tendência para ser monógamo é, seja numa relação de cinco anos ou de cinquenta :)

      Eliminar
  19. Já ando para ver esta trilogia há um tempo e acho que esta tua maravilhosa publicação - sem spoilers desnecessários - é o empurrãozinho de que precisava para finalmente o fazer!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  20. Eu não vi nenhum, shame on me! Parece-me um bom plano. :P
    The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  21. Sou apaixonada por estes filmes. Ainda me lembro de em teenager alugar a cassete de vídeo do Before Sunrise e chorar baba e ranho. <3

    http://venus-fleurs.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah, eu que sou uma chorona nos filmes escapei no Before Sunrise. Talvez por já saber que eles se voltariam a encontrar :)

      Eliminar
  22. O horror, o drama, a catástrofe! Não imaginas o que sofri cada vez que via esses 3 filmes com a minha mulher. Não faz nada o meu género, mas de vez em quando lá tenho que ver um filmezito desses de chorar baba e ranho para ela ficar contente :)
    Por acaso.. e analizando os 3 ( tenho de puxar pela memória) acho que gostei mais do último, onde a realidade vem ao de cima. os outros dois... desculpa lá.. são uma seca autêntica, mas gostos não se discutem! (mentira... estes discutem-se!!) :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os gostos são os gostos, a qualidade é a qualidade. E estes filmes são bons independentemente das preferências pessoais :P Mas não acho que nenhum dos três seja filme de chorar baba e ranho, não são propriamente filmes de romance totó ao estilo Lendas de Paixão.

      Eliminar
  23. Nunca vi e nunca ouvi falar... Mas deixas-te curiosa.

    ResponderEliminar
  24. Já vi os três filmes. Apaixonei-me pelo primeiro, pela maneira como o diálogo quase constante se desenrola. É realmente espetacular. O segundo também gostei muito (embora não tanto) por causa do acaso e de como as vidas deles seguiram, no entanto o terceiro filme desiludiu-me bastante mesmo. Não gostei e sentia-me desejosa que chegasse ao fim. Talvez por ainda não conseguir compreender... não sei. Mas gostei muito da tua opinião.
    http://blog-flor-mar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

© Kill Your Barbies. Design by Fearne.