Porque é que ainda vejo isto?

Não há como negar que o enredo de Once Upon a Time é um bocadinho absurdo, principalmente ao nível dos graus de parentesco e conexões várias entre as personagens. Afinal, o Monstro (sim, o da Bela) é simultaneamente a Fada Madrinha da Cinderela, filho do Peter Pan e avô do neto da Branca de Neve e do Príncipe Encantado. E que dizer da Bruxa Má, que é mãe adotiva e bisavó - ainda que por afinidade - do filho da Emma? E o Capitão Gancho, que teve um romance com a Milah, mãe do Baelfire, que é pai do filho da Emma, com quem o Gancho está agora? Se isto parece um bocado confuso, é porque é. E ridículo. E, ao fim e ao cabo, Once Upon a Time carece de qualidades redentoras. Os cenários e efeitos especiais são fraquinhos, a história é confusa e cada vez menos interessante e não há critério de proveniência dos personagens (é só a mim que chateia o emaranhado de contos populares, mitologia greco-romana e contos infantis?). Mas já que estou presa a esta série para a eternidade -sou pessoa leal que não abandona o barco-, vejo uma centelha de esperança na introdução da história de amor entre Zelena e Hades, o deus do Submundo. Na minha cabeça que é metade hippie, metade cisne negro, há poucas coisas tão adoráveis e cutxi-cutxi quanto dois vilões apaixonados a semear o pânico juntos. Vai ser o romance entre Voldemort e Bellatrix Lestrange que nunca vimos. 



25 comentários

  1. Já segui essa série, mas fui perdendo a vontade de a ver. Também não gosto de deixar séries a meio, mesmo que já não me prendam muito, mas esta não resistiu.

    ResponderEliminar
  2. Ahahah, essa série é o meu guilty pleasure! Com um enredo tão confuso, efeitos de qualidade duvidosa, mas que nos agarra tanto! Eu acho que é precisamente porque misturam tanto personagens que conhecemos bem desde a infância :)

    ResponderEliminar
  3. Confesso que vi a primeira temporada toda, na esperança de perceber porque é que tanta gente gostava dessa série. Cheguei ao fim sem perceber e nunca mais vi nenhum episódio, não gostei mesmo nada =p

    ResponderEliminar
  4. Vi a primeira serie e não vi mais. Mas tenho esse sentimento com Grey´s Anatomy. Já vejo há tantos anos que não consigo desistir mesmo que me faça urticaria muitas das aventuras dos médicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu desisti quando a Meredith esteve à beira da morte pela décima segunda vez...

      Eliminar
  5. Eu vi a primeira temporada e a segunda e depois perdi-me, pois quando tentei ver a 3 já tinha passado algum tempo e estava tudo demasiado confuso, acabei por ver o episódio e assim ficou.... Apesar de eu gostar de ver tudo até ao fim....

    ResponderEliminar
  6. Nunca fiquei tão confusa a ler um post mas acho que o facto de nunca ter visto a série também tem parte da culpa... Eis uma série que ainda não decidi se quero ver ou não por causa deste tipo de coisas que vou lendo... Veremos veremos!
    Grande beijinho,
    Madalena

    www.maadalenaaa.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Por acaso nunca vi a série, mas fiquei super confusa Nádia!
    THE PINK ELEPHANT SHOE | FACEBOOK | INSTAGRAM |

    ResponderEliminar
  8. Nem sei quando parei de ver. Não sei se acabei de ver a 1ª temporada... Mas sei que desisti rápido! Não me prendeu, de todo.

    ResponderEliminar
  9. Estou como tu!!
    Perdes um episódio e já não sabes quem faz parte do lado bom/mau..
    Aquilo mais parece uma açorda, tudo misturado :D
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Já gostei de ver, mas fui perdendo o interesse *-*
    Boa semana *-*

    ResponderEliminar
  11. Todas as semanas pergunto-me o mesmo. Tal como tu, também não sou pessoa de abandonar o barco (que o diga por ainda aguentar a terrível "Supernatural"), mas a história está cada vez mais ridícula. Os efeitos especiais são uma vergonha mas o chocante são mesmo as ligações de parentesco que parecem ter sido tiradas à sorte.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AHAHAH! Desculpa mas tenho que gozar contigo por ainda veres o Supernatural :P

      Eliminar
  12. Não sei Nádia mas a mim nunca me conseguiu despertar interesse, apesar de muita gente dizer que é uma excelente série...
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. Só vi uns episódios porque não me interessei muito pela história.

    ResponderEliminar
  14. eu perdi logo o interesse pela história nos primeiros episódios
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Nunca acompanhei essa série. Aliás, neste momento não vejo nenhuma série. Quero começar a ver a Code Black, mas ainda não tive grande tempo para começar (as leituras e a escrita têm ocupado grande parte do meu tempo livre). Uma série que eu adorava era Grey's Anatomy mas desde que tiraram a Yang e mataram o McDreamy que deixei de acompanhar, sem eles não é a mesma coisa...além disso, já não tenho paciência para a sonsice e para o 'morre não morre' da Meredith!!

    ResponderEliminar
  16. Sinceramente foi série que nunca me chamou a atenção e depois dessa teia de relações que me deixou bem confusa, passo :)

    ResponderEliminar
  17. Ui, que medo. Por acaso tinha alguma curiosidade quanto à série mas agora fiquei assustada com tanta confusão!

    ResponderEliminar
  18. É uma série que acompanho e como muitas outras, também uma vez a vê-la tão facilmente não o deixo de fazer. Por acaso, o facto de quase todas as personagens fazerem parte da mesma família, directa ou indirectamente, nunca me fez muita confusão. E para mim é um dos elementos que faz do OUAT a série que é. E também nunca me importei com o facto de juntarem mil e um contos da Disney com lendas e afins, talvez por nunca ter tido nenhuma afinidade com estas histórias. Eu até gosto do facto de terem posto de pernas para o ar muitas destas histórias e relações entre as suas personagens. Em séries de pura ficção, estes detalhes nunca me incomodam.

    Agora não posso deixar de concordar que os efeitos especiais desta série são horríveis. Ao fim destas temporadas já deviam era ter tido tempo para melhorar estes detalhes. E também não posso deixar de me queixar do facto de algumas personagens serem introduzidas e retiradas da série assim sem mais nem menos, e do facto de algumas personagens terem um enredo muito menos desenvolvido do que outras, quando supostamente se encontram nos mesmos grupos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto muito dos contos populares europeus e no início parecia que a série se ia centrar nesse universo - Branca de Neve, Cinderela, Bela Adormecida, Rumpelstiltskin, etc. Quando apareceram lá a Cruella e a Ariel fiquei um bocado 'WTF??', mas depois percebi que esse critério não interessa aos criadores, era só uma ideia que eu tinha. Em relação às personagens que desaparecem sinto o mesmo - eu gostava tanto da Bela Adormecida nesta série e nunca mais a vimos!

      Eliminar
    2. Bem mas deixa que essa reacção também eu a tenho. E acredito que muitas mais pessoas também a tenham. Eu também pensei que fossem ser só os contos mais tradicionais - vá aqueles que se associam mais à Disney. O objectivo dos criadores deve ser mesmo fazer uma mistura total de tudo o que é história deste género. Resta saber o que irão inventar para a próxima temporada. Awww eu também, eu adorava a Bela Adormecida/Aurora e tive imensa pena quando ela saiu da série.

      Eliminar
  19. Não conheço a série, fiquei feita anormal a olhar para o texto :P Realmente o enredo parece caricato! Mas compreendo-te, também tenho dificuldade em abandonar as séries. A única que teve esse azar foi a 'Bones'. Aquilo tornou-se num programa tãão chato! E, agora que me lembro, American Horror Story ainda é pior, com os seus finaizinhos estúpidos e perfeitos :P
    Haha, história de amor entre vilões enquanto única maneira de revitalizar um programa perdido :D

    ResponderEliminar

© Kill Your Barbies. Design by Fearne.