Curtas #1

Sugerir que uma mulher veste um crop top para exibir o corpo seria tão tontinho quanto afirmar que a mesma mulher usa uma camisola de gola alta para esconder a forma física. A diferença é que a quantidade de pessoas a implicar o primeiro cenário é mato, e eu tenho muita - muita - dificuldade em perceber como tantas cabeças processam a associação entre a roupa que se veste e um pedido de atenção. 

26 comentários

  1. Porque se não tens como objectivo de vida passar totalmente despercebida és uma oferecida e uma attention whore e uma convencida. Né. Lógico. "I'm wearing a skirt/crop top/whatevsss, so fuck me, please". Lógico.

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro. #logicgoals
      Isto entristece-me mesmo, de verdade. As pessoas que pensam assim não conseguem ver que são elas próprias vítimas da sociedade, das milhentas ideias descabidas que só servem para controlar e vigiar os outros. Não percebem que há pessoas que não vêm a vida através do mesmo filtro, são incapazes de entender uma coisa tão simples quanto "eu vejo uma t-shirt de que gosto, visto. Vejo um top curtinho de que gosto, visto também". Agora vestimo-nos de acordo com quanto do nosso corpo queremos mostrar? Se a saia é muito curta queremos mostrar muito, se é pela altura dos joelhos queremos mostrar um bocadinho e se é até aos pés queremos esconder tudo, é isso? É tudo tão sem sentido, credo.

      Eliminar
  2. Engraçado como as exibicionistas aparecem mais nos dias de calor e desaparecem no Inverno, que estranho...
    Mais ou menos neste tema, vi no outro dia uma quote que me define completamente: "I don't dress up for boys. I dress up to stare at my reflections as I walk by store windows."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente, acho estupido julgar logo alguém por se pensar q essa pessoa se veste para os outros.
      No entanto, não deixo de ficar super admirada quando vejo moças com "grandes" mini-saias ou shorts a -10ºC.

      Eliminar
  3. Não podia estar mais de acordo. Se eu quiser vestir umas calças todas rasgadas, eu visto. Se eu quiser vestir um crop top, eu visto. O que eu visto só a mim me diz respeito.
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram

    ResponderEliminar
  4. É a velha e descabida tendência de associarem a roupa (e tudo o que é exterior) à pessoa em si. Enfim...

    ResponderEliminar
  5. não diria melhor, eu falo por mim e acho que por muitas mulheres quando digo que toda a roupa que uso é para chamar a MINHA atenção
    vou usar um crop top porque o gosto de ver com uma determinada roupa, assim como posso usar uma camisola comprida e larga no dia a seguir só porque me está a apetecer
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. nessas cabeças só há titica de galinha!

    ResponderEliminar
  7. Tal e qual! Infelizmente há muita gente que não pensa que a pessoa usa determinada peça de roupa pura e simplesmente porque gosta e não porque quer chamar à atenção..
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
  8. Nem mais, não percebo essa mentalidade!
    beijinhos, The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  9. As pessoas fazem cada tipo de associação. E que tal as pessoas vestirem o que querem, quando querem, como querem e sem qualquer tipo de segundas intenções? Chatinhos, Deus me livre.

    ResponderEliminar
  10. Awww como eu adorava estar viva para ver o dia em que os homens vão sair do seu pedestal e deixar de pensar que o mundo gira à sua volta e que qualquer mulher funciona em função deles. Na brilhante lógica dos seus pensamentos, qualquer pequeno pedaço de pele à mostra numa mulher é obviamente para chamar a sua atenção, e quando somos atacadas é porque estavamos a pedi-las por ser ver uns centimetros da barriga ou das ancas. Enfim... É uma mentalidade deprimente que eu infelizmente não vejo a ter melhorias.

    ResponderEliminar
  11. Há gente que ainda vive em cavernas.
    Tão simples como isso.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  12. A mulher de gola alta tem tantas possibilidades de ser assediada como a do crop top. Penso que isso seja um problema um bocadinho mais sério do que criticar os centímetros a menos que algumas mulheres usam na indumentária, mas as pessoas preferem sempre acusar quem se veste assim e assado de exibicionismo. É mais fácil e dá mais pano para conversas corriqueiras de café.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí não concordo inteiramente. O assédio verbal de rua tem contornos diferentes do abuso sexual, em que é mais que evidente que a indumentária da vítima não desempenha nenhum papel. Nas ruas, eu sinto claramente que se me vestir de certa maneira atraio mais atenção indesejada, e é por isso que muitas vezes deixo de usar aquilo que quero porque não estou num dia em que consiga acatar isso de ânimo leve. Mas claro, o facto de uma mulher deixar de vestir aquilo que quer por ter medo do assédio não incomoda nadinha quem nos critica pelo tamanho da mini-saia. O que essas pessoas querem é que todas se submetam aos seus padrões de moral, bons costumes e pudor.

      Eliminar
  13. Eu falo por mim, eu uso o quero e me apetece. E, regra geral, não julgo as pessoas por aquilo que vestem. Os crop tops são super giros, eu só não os uso porque tenho olhos na cara e sei que não me fica bem. Sinceramente o que faz a uma mulher parecer vulgar é a sua atitude e não as suas roupas. As únicas excepções em que eu assumo que julgo as pessoas pela roupa que usam é conjuntos absolutamente despropositados no hospital (os tais calções micro com top decotado) e as raparigas que usam os super decotes para exmes finais orais. Isto porque há um claro objetivo de se sexualizar perante o indivíduo do sexo oposto de modo a obter vantagens relativamente a outras concorrentes. Felizmente há homens evoluidos que são imunes a este tipo de comportamentos (diga-se de passagem que essa colega minha nunca mais usou as tais indumentárias micro no hospital) só que os menos evoluidos deixam-se levar por isto. E não há como negar, enquanto eu, tu e muitas pessoas usamos aquilo que gostamos m, há outras que se vestem com um claro objetico secundário (engate, benefícios, chamar a atenção) e aliadas às suas atitudes (que importam e muito) e depois, claro que os inocentes levam por tabela
    porondeandaasofia.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é-me indiferente que alguém se vista para chamar atenção, acho perfeitamente legítimo. Faz-me é confusão a associação estrita entre o tamanho da roupa e um pedido de atenção. Até porque, ao passo que sempre se diz que uma mulher com decote e mini-saia está a querer captar atenção, nunca se diz o mesmo de uma calças de fato, blazer e camisa branca. E entre essas duas mulheres é bem possível que a primeira esteja assim vestida porque gosta e a segunda para atrair atenção, porque conhece um homem que gosta de ver mulheres assim vestidas. Percebes? Não é vestir para impressionar que está errado, é achar que a roupa curta e reveladora é vestida com esse fim.

      Eliminar
    2. Podes sempre fazer uma experiencia social: um dia vestes-te com as roupas mais curtas e registas quantas pessoas reparam em ti; no outro dia vestes-te com um fato e blazer e registas quantas pessoas reparam em ti. Vais perceber que vao reparar mais em ti com as roupas reveladoras mesmo que o teu objetivo nao seja chamar a atenção. E é com base nisto que há mulheres (nao sao todas, mas existem e isso nao da como negar) que usam as roupas reveladoras para chamar a atenção. Claro que que veste um fato tambem pode chamar a atencao por exemplo numa entrevista de emprego para uma grande empresa.

      Eliminar
    3. Eu não estava a falar sobre a interpretação que os outros fazem de nós, mas sim do propósito com que cada pessoa faz o que faz. E, nesse domínio, não faz sentido dizer que roupa curta equivale a um pedido de atenção. Isto não quer dizer que ninguém o faça (e, como disse, não considero que seja errado fazê-lo), quer apenas dizer que as pessoas têm diferentes níveis de à-vontade com o próprio corpo, diferentes perceções do que é elegante, diferentes abordagens à moda (eu gosto de roupa e não escolho um top pelo tamanho, seja ele mínimo ou quase um vestido). Tal como disse no post, dizer que roupa curta, per se, equivale a vontade de se exibir, é tão descabido como dizer que roupa comprida, per se, corresponde à vontade de se esconder. Há tanta probabilidade de uma mulher usar uma mini-saia para chamar atenção de um homem por quem está interessada como uma t-shirt de uma banda que é a favorita dele. Só que, como vivemos numa sociedade com laivos de misoginia, é a mulher de roupa curta que paga: oferecida, quer é mostrar o corpo aos homens.

      Eliminar
  14. Dizemo-nos muito evoluidos mas ás vezes tenho sérias dúvidas nisso!!!
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. É uma analogia um pouco agressiva, mas parece-me o mesmo tipo de mentalidade daqueles que associam a legitimidade de uma violação de acordo com o tamanho da roupa da vítima. Um problema na nossa sociedade é as pessoas acharem que a sua opinião é muito importante e que a devem divulgar. Generalizando, claro.

    ResponderEliminar
  16. As pessoas passam demasiado tempo a julgar os outros...

    ResponderEliminar
  17. cada um usa o que quer porque se sente bem. As pessoas passam o tempo a julgar porque custa mais olhar ao espelho! Beijinho, Kelly
    Blogue Scream of Beauty
    FanPage do Facebook

    ResponderEliminar
  18. Compreendo bastante bem o que dizes e esses "estereótipos" irritam-me bastante. Tal como aquela coisa de que uma mulher só se arranja quando está à procura de homem ou quando tem homem debaixo de olho. Já não me posso arranjar para mim mesma e por mim mesma, para me sentir bem comigo mesma e me sentir feliz? Tem de ser sempre para alguém? -.-

    xx, Edna
    Mercury Rose

    ResponderEliminar

© Kill Your Barbies. Design by Fearne.